Posts Tagged ‘nariz’

Capitulo 18 : a ultima parte

setembro 4th, 2011 | admin

Em uma cidade com tantos hospitais públicos, para que existe um clinica privada ? Para mim !! Acho que eu era a paciente da semana. Não vi mais nenhum paciente, não ouvi vozes nem barulho nenhum. Só silêncio e tranqüilidade.

Quando me internei a clinica não tinha ainda recebido a informação do seguro, mas não foi um problema. Fizeram uma tomografia de cabeça, raio x de torax, eletrocardiograma, exame de sangue e antes de falar com o medico e me arrumar para entrar em sala de cirurgia, veio a chefe de cozinha verificar o cardápio que eu desejava para aquela noite : entrada, primo, secondo, sobremesa e café. A minha era fácil, difícil foi ter que ler todo o cardápio para o acompanhante. Aqui comida de hospital  também é coisa seria. Não se improvisa !! (mais…)

Capitulo 18 : O Nariz – parte 2 (ou seria partido em 2 ??)

setembro 4th, 2011 | admin

Vocês sabem que eu encaro com muita seriedade esta tarefa de registrar minha experiência em terra itálica. Comecei falando da saúde publica e agora devo verificar como vão as coisas na Saúde Privada.

Para quem não conhece este meu lado, odeio interventos cirúrgicos, curativos, sangue e cortes. Desmaio quando tiro um “band-aid” e vejo o machucado embaixo, mas meu nariz estava gritando que tinha algo errado, que o diagnostico do hospital não estava correto. (mais…)

Capitulo 17 : Acidentada

setembro 4th, 2011 | admin

Cai da bicicleta.

Espero ter descoberto que um acidente de bicicleta é sempre menos grave do que de carro, mas enquanto tento me manter otimista e positiva, enfrento as dores do day after.

Conto como foi.

No sábado a tarde estávamos indo numa loja, o Andrea na frente, e entramos em uma rua onde o TRAM faz a curva. Fui atravessar o trilho do tram e a roda da bici entrou e travou dentro do trilho e eu voei baixo. Teria sido um tombo sem maiores conseqüências, se não fosse o poste na minha frente.  Um não, vários. Daqueles canos de ferro baixos que separam a rua da calçada. Fui de rosto num deles, e no rebote, bati a parte da trás da cabeça em outro. (mais…)